terça-feira, 17 de julho de 2012

Após máquina de coxinha, empresa cria equipamento que faz brigadeiro


Máquina é capaz de enrolar 3.000 docinhos por hora (Foto: Divulgação)
Máquina é capaz de enrolar 3.000 docinhos
por hora (Foto: Divulgação)

Após fazer sucesso com a criação da máquina que faz doces e salgados, como coxinhas, o empresário Gilberto Poleto, dono da fábrica Bralyx, agora investe nos docinhos, com uma máquina de fazer trufas, beijinhos e brigadeiros.

Com capacidade de produzir 3.000 unidades de 30 gramas por hora, o equipamento foi desenvolvido para pequenos comércios, como padarias e cafés, ou até mesmo para autônomos que produzem os quitutes em casa para eventos ou festas. O preço médio do produto é de R$ 40 mil.

“Detectamos que tantos essas empresas quanto esse pessoal que faz chocolate, trufa em casa, vinha pedindo uma máquina para atender a demanda maior de supermercados, festas”, explica Poleto.

De acordo com o empresário, a máquina não faz a massa do brigadeiro – para isso, a empresa possui outro equipamento –, mas enrola e passa o confeito no doce. “Ela faz a bolinha, que cai dentro de uma mesa giratória. O brigadeiro já cai em cima do chocolate granulado. O beijinho já cai em cima do coco ralado”, explica.
A empresa levou seis meses para desenvolver o produto, com um investimento de R$ 300 mil. Segundo ele, já há 20 encomendas da mercadoria, com as primeiras entregas previstas para daqui a 60 dias.